domingo, 15 de outubro de 2017

Resenha de filme #2 - O melhor de mim

Resenha de filme #2 - O melhor de mim


Oi amoras, vamos para mais uma resenha de filme, este é daqueles que você vai chorar. Muito emocionante. 

O melhor de mim, é um filme de romance que mostra que o primeiro amor deixa marcas para a vida inteira. É um filme baseado na obra de Nicholas Sparks, e mais um que vou ler o livro ainda. Como já citei, prefiro ver o filme antes. 
Fonte: Internet


O filme conta a história de Amanda (Michelle Monaghan) e Dawson (James Marsden), um casal bonitinho que se conheceu na época do colegial, e vive um romance proibido pelos pais da moça. O filme passa em duas épocas diferentes, atualmente quando o casal se reencontra após a morte de um amigo em comum, do qual são herdeiros, e no passado com as lembranças dos dois do romance que viveram intensamente.
Apesar de todas as dificuldades ficaram juntos, porém depois que Dawson foi preso por ter atirado acidentalmente em seu amigo, ele decide que o melhor é não ver mais Amanda, pois não quer que ela perca tempo da vida esperando por ele. 
Porém nos dias atuais quando se encontram, ambos deixam reviver os amor que ficou quietinho.
Só que Amanda está casada, mas não é feliz. Ela passa o melhor fim de semana de sua vida com Dawson, só que precisa voltar pra casa, pra realidade.
Ao voltar, decide separar-se do marido. Minutos depois, recebe uma ligação dizendo que seu filho sofreu um acidente e está no hospital. A condição do filho é complicada e ele precisa de um transplante de coração.
No mesmo momento, Dawson que sempre teve problemas com seu pai e irmãos, sofre uma emboscada e recebe um tiro de seu pai, e acaba morrendo.
Amanda estava dormindo, sonhando com Dawson, quando sua mãe chegou e deu a notícia que Dawson havia morrido. Ela ficou desolada, pois seu filho estava no hospital entre a vida e a morte e seu grande amor havia partido, dessa vez para sempre. 
O transplante do filho é feito. Conseguiram um doador. E esse fim é tão emocionante pois o doador foi Dawson.
Foi um filme lindo, onde vemos que o verdadeiro amor nunca morre.
Vale a pena assistir.

Espero que gostem. Se já assistiu, conte o que você achou.

Bjos da Loirah

Resenha de filme #1 - Um homem de sorte

Resenha de filme #1 - Um homem de sorte


Estou inaugurando um novo "quadro" no meu blog que será: Resenha de filme, onde pretendo fazer resenha dos filmes que já assisti, falando o que achei. Espero que gostem.

Para começar, vou falar do filme que assisti a pouco tempo que se chama Um homem de sorte. Ele é da lista dos livros que viraram filme, e que são meus preferidos. Normalmente eu vejo o filme e depois leio o livro. Este livro está na minha lista, mas ainda não li.

Fonte: internet


Achei esse filme muito lindo, com uma mensagem de força e persistência. Conta a história de Logan, interpretado pelo lindinho Zac Efron, que é um fuzileiro que está servindo na Guerra no Iraque. Diante de tantas dificuldades, mortes e bombas, ele encontra em meio alguns escombros a foto de uma moça, ele procura o dono da foto sem sucesso e decide guardar como um amuleto, e decide que se sobreviver vai procurar a moça da foto.
Quando volta a seu país, pesquisa na internet e acha pistas de onde possa encontrar essa mulher que foi seu anjo durante a guerra. Ele sai em busca dela, e facilmente a encontra. Chamada Beth (Taylor Schilling). Separada, com um filho, e cuidando de um canil com sua avó. Logan então consegue ser contratado no canil, sem contar o real motivo porque estava ali. 

É assim, sem surpresas, que se desenrola toda a história de Um Homem de Sorte. Repleto de metáforas rasas – é preciso passar pela escuridão antes de achar a luz, referência ao período na guerra antes de encontrar o amor – e frases de efeito românticas, daquelas que parecem ter saído de um caderninho – "você devia ser beijada todo dia, toda hora, todo minuto" -, o filme segue a fórmula Nicholas Sparks também no modelo. Afinal de contas, é estrelado por dois atores jovens e belos, em um lugar repleto de belas paisagens e com uma trilha sonora suave e romântica.

É quando Logan e Beth enfim se rendem aos encantos um do outro que o filme ganha força, por retratar bem a aproximação e o desejo velado entre eles, visível a cada cena mesmo que nada mais ousado esteja ocorrendo. 

Apesar de todos os contratempos, no final eles ficam juntos sim. E é linda a forma como tudo acontece, como a mensagem que o filme passa é real. Quando queremos algo de verdade, basta correr atrás e não desistir.

Espero que assistam e gostem, e se já assistiu comente ali em baixo o que você achou.

Bjos da Loirah